O Caçador



Muitas das características de seus ancestrais selvagens ainda se encontram presentes mesmo depois de séculos de domesticação. O impulso do felino forte e inteligente ainda está vivo debaixo da sua pele. Misterioso e surpreendente, é capaz de sair do seu andar calmo, num aparente ar de majestade, para um súbito e fulminante salto de certeiro caçador.

Entre as muitas qualidades herdadas dos felinos selvagens e predadores estão os afiados dentes, as unhas, a força física, a agilidade e a rapidez ao atacar a presa. Para localizar uma presa, os gatos dedicam muito tempo e energia. Exploram calmamente o local em busca de vítimas adequadas. Planeamento, observação cuidadosa e a surpresa são os elementos-chave de um ataque perfeito sobre ratos ou outros pequenos animais.


Caçadores pacientes, ficam imóveis por um longo período até que possam saltar sobre as vítimas. O salto final deve ser preciso. Muitas vezes escondem-se, armando emboscadas para pegar passarinhos. Qualquer gato, selvagem ou doméstico, segue a mesma sequência de movimentos na caça. Ao localizar a presa, aproxima-se, arrastando-se o mais rápido possível, em silêncio.
De repente, fica imóvel, concentrando-se no animal. Os olhos seguem-no e a ponta da cauda agita-se por ansiedade. A cabeça move-se levemente de um lado ao outro, ajudando-o a calcular a distância com precisão. Ele levanta as patas dianteiras e salta. Depois, com as patas traseiras firmes no chão, usa as dianteiras para imobilizar a presa. Se ela resistir e tentar lutar, o gato a liberta, para rápida e definitivamente a agarrar.
Categoria : ,